Ubiquitous learning, communication interfaces and media skills

Main Article Content

Soraya Maria Ferreira Vieira http://orcid.org/0000-0002-1147-4987
Luana Castilho http://orcid.org/0000-0001-6049-4688

Abstract

The present work deals with the hypermobility that generates new possibilities of learning that propose new challenges to the producers of content and the educators. Ubiquitous learning derives from these new hyperconnected environments and, although it incorporates m-learning characteristics, it does not constitute an educational plan, it is totally informal, it is “spontaneous, contingent, chaotic and fragmented”. In this context, a Brazilian experience: the Geekie Games application, which aims to assist candidates in preparing for the ENEM (National Examination of Secondary Education) and is available in the online stores of mobile devices with the Android operating system. The user can access the simulated, animated video-lectures and tutorials, images and exercises specific to each discipline, developed by the Lemann Foundation, in partnership with other institutions of the private sector and with the support of the Ministry of Education. A first reflection on how this new device is related to media skills and its dimensions, as conceptualized by Ferrés. Communication flows become intense in the era of hypermobility and ubiquity. Mobile devices have been a great protagonist in this communicational ecology that is designed and changing learning.
Abstract 546 | PDF (Español (España)) Downloads 250 PDF Downloads 112 HTML (Español (España)) Downloads 125 EPUB (Español (España)) Downloads 52

References

RAUJO, R. 2003. Computação Ubíqua, Princípios, Tecnologias e Desafios. Simpósio Brasileiro de Redes de Computadores, 21, 45-115.

BELLONI, M. 2009. O que é mídia-educação. São Paulo: Campinas.

GOMES, N. octubre, 2008. Infância, mídias e aprendizagem: autodidaxia e colaboração. Educação & Sociedade Educação & Sociedade, 29(104), 717-746. Campinas, Brasil: Centro de Estudos Educação e Sociedade.

BOTTENTUIT Junior, J. 2012. Do Computador ao Tablet: Vantagens Pedagógicas na Utilização de Dispositivos Móveis na Educação. LATEC/UFRJ, 6(1), 125-149. Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da informação e da Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Disponible en https://bit.ly/2wmQc9n/

FANTIN, M. (2012). Cultura Digital e Escola: pesquisa e formação de professores. São Paulo: Papirus.

FERRÉS y PRATS, J. 2014. Las pantallas y el cerebro emocional. Barcelona: Romanya Valls.

PISCITELLI, A. 2012. La competencia mediática: propuesta articulada de dimensiones e indicadores. Comunicar, revista iberoamericana de comunicación y educación, 19(38), 75-82. Andalucía, España. Disponible en https://bit.ly/2P3WQJI/

FÍGARO, R. 2010. Estudos de recepção para entender os usos da mídia na escola. Comunicação & Educação, 15(3), 17-28. Disponible en https://bit.ly/2w4D35J/

JENKINS, H. 2009. Cultura da Convergência. São Paulo: Aleph.

LEMOS, A. julio-diciembre, 2013. Cultura da Mobilidade. Revsita Famecos, 12(2). Porto Alegra, Brasil.

LÉVY, P. 2007. Cibercultura. São Paulo: Editora 34.

LÉVY, P. 1999. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola.

MAGNONI, A., AFFINI, L. y AMÉRICO, D. 2007. Da Mobilidade a Ubiqüidade da Comunicação. II Colóquios Multitemáticos em Comunicação. Santos: Intecom. Disponible en https://bit.ly/2MKJ3tW/

MCLUHAN, M. 1964. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix.

MCLUHAN, M. 1972) A galáxia de Gutenberg: a formação do homem tipográfico. São Paulo: Edusp.

ORTIZ, A., AFFONSO, L. y TIMPONI, R. (eds.) 2012. Tecnologias de comunicação e cognição. Porto Alegre: Salinas.

SANTAELLA, L. 2010. A ecologia pluralista da comunicação. São Paulo: Paulus.

SANTAELLA, L. 2013. Comunicação ubíqua. Repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus.

SANTAELLA, L. 2005. Semiótica Aplicada. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

SANTAELLA, L. 2008. Mídias locativas: a internet móvel de lugares e coisas. Revista Famecos, 1(35). Recuperado de https://bit.ly/2o943wu/

PALACIOS, M. S. y CUNHA, R. 2012. A tactilidade em dispositivos móveis: primeiras reflexões e ensaio de tipologias. Contemporânea, revista de comunicação e